quinta-feira, 10 de novembro de 2011

' De repente, Alex tem uma espécie de visão. A sua vida é como uma grande rede de pesca feita de muitas malhas. «Tu, simples pescador, só tens duas mãos e quando consegues segurar uma parte, a outra cai. Então seguras nessa outra, e a primeira cai. A vida é de tal modo complexa que as tuas mãos não conseguem segurar tudo, por isso, de vez em quando vais perder algumas coisas, e vais encontrar outras. Terás de escolher, decidir, renunciar. E eu? Estou feliz? O que poderia ter feito para não a perder?» (...) '

Federico Moccia in Desculpa, mas quero casar contigo

E sinceramente, eu acho que a vida é mesmo assim! O que não deixa de ser verdade é que podemos querer sempre mais e lutar por mais em vez de nos acomodarmos :)

Shell *

8 comentários:

Palavra Já Perdida disse...

E não deixarmos fugir entre os dedos :)

Palco do tempo disse...

um livro bom de ler :)

O meu reflexo disse...

Belo pensamento

Su disse...

já li o livro e gostei! :)

é recomendado?

Já chegaste a ler todos os da Jodi?

Beijinhoo*

Nokas disse...

Tenho que ler :)

Marta disse...

tenho ao meu lado o livro: desculpa, mas vou chamar-te amor! Comecei a ler as primeiras páginas mas é um bocado confuso :p tenho que voltar a pegar nele e ler com mais atenção!
Quanto ao texto, realmente na vida, vamos perdendo e ganhando coisas, pessoas, amigos, conhecidos, até mesmo dinheiro.É sempre assim, mas o que importa é que lutemos sempre por mais, com qb!
beijinhos

Corina de Oliveira disse...

Muito giro ^^

Tem um óptimo fim-de-semana :D
Beijinhos *

Estudante disse...

Gostei do excerto ;)